26/04/2011

E onde estava eu no 25 de Abril ??????

Ola amigos(as) que por aqui passam....
Em primeiro lugar quero agradecer os vossos desejos que expressaram por coment. e "imailis" , embora um pouco atrasado quero dizer-vos que também desejava que tivessem passado uma Pascoa com muitas coisas boas,se foi passada com saúde já e muito bom direi eu hehe e para quem gosta juntando umas amêndoas (por mim podem ser de chocolate)....já não e mau pelo menos e doce.....

Bom dito isto volto ao fio da meada hehe

Onde estava eu no dia 25 de Abril ? Há 37 anos da parte da manha fui para o emprego coisa que ainda havia nessa altura ......Este ano fiquei aqui na barraca a preparar o pitéu, uma perninha de peru no forno que estava óptima ou será otima.

Estou triste após quase cinco décadas voltei a não saber escrever português sorry......

( para alem disso o meu teclado deu um no e não consigo colocar acento nenhum no sitio correcto, sou um analfabeto informático sorry.....

Pois e verdade mais um aniversário do 25 de Abril se comemorou no entanto pareceu-me ser o mais tristonho dos trinta e seis não sei se terá haver com a F(O)MI que dizem ter vindo desde a semana passada mas em boa verdade acho que a FOMI já andava por cá há muito mais tempo e a crescer ano após ano.

Espero que não voltemos ao 24 de Abril mas para isso temos de fazer um esforço e fazer uma grande limpeza no próximo acto (ou será) ato eleitoral Como esta actual este manifesto.......

Bom basta de prosa, fiquem bem, todos, os daqui e os de alem-mar,hehe

E já sabem façam por ser felizes....

1 comentário:

fatima.medeiros disse...

Olá Jorge
Como sempre tens razão nas tuas reflexões. A chamada "troika já nos tinha preparado a "ementa", só não era "oficial".
Quem conseguir sobreviver a esta ementa preparada meticulosamente, pode dar-se por feliz; a ter em conta os resultados da Grécia, os a desorganização, a fraca qualidade dos nossos governantes, dirigentes, empresários...não se avizinha garnde coisa.
Dizes que temos que cumprir o nosso dever de votar e eu concordo, mas os primeiros ministros prováveis são maus e o BE e o PCP pouco podem fazer.