12/08/2009

RUMINOIDIOTICES...............será???

Ao longo desta minha passagem por este planeta tentei sempre ser uma pessoa com (os pés) bem assentes na terra,tentando planear todos os movimentos, mas já não sei se é bom ou mau é que afinal o dito planeamento não tem dado grandes resultados ,estou confuso.....
É verdade que em certas alturas costumo retirá-los(os pés) do chão ,quase sempre para caminhar(com os pés) e raramente os levanto ao mesmo tempo , bom por vezes lá dava um salto(com os pés),ultimamente nem tanto e no futuro pelo andar da coisa saltar, estará fora de causa inevitavelmente restar-me-à rebolar.....
Mas voltando ao inicio da questão(sem os pés) ....
O facto de querer ser alguém com os pés bem assentes na terra tem-me trazido alguns engulhos pois ao querer manter os ditos no chão sinto muita dificuldade em caminhar seja para traz ou para a frente ou até para os lados sendo que nos tempos que correm (dizem) caminhar para os lados já é meio caminho andado......
Mas cá o rapaz se tem de levantar os ditos que seja para caminhar em frente
Eu não pretendo caminhar meio caminho mas sim caminhar o percurso todo....
O que me tranquiliza é que o simples facto de levantar o pé ( EU ACHO)já é um movimento libertador e indicia vontade para deixar a terra e sonhar mais alto .

Felizmente é precisamente nesta altura que costumo acordar......

Caros amigos se tiveram paciência de me ter lido até aqui deixo-vos este vídeo para que possam recompor -se............




Fiquem bem

4 comentários:

assuncaoh disse...

Continua com os pes mal assentos na terra e a cabeca no ar é aquilo que te desejo. Há muito que deixei de planear,Um grande abraco.

Gostei muito

Ovinho Estrela(do) disse...

Jorge, my dear...

Mesmo com os pés assentes na terra, como afirma gostar de ter... Sugiro umas asas também. E deixe-se guiar por elas!

Um abraço enorme, Jorge! Enorme mesmo! *

Xanfrada disse...

Ai Jorge, isso de levantar o pé do chão diz-me muito, desde há umas semanas para cá. è mesmo levantar, nem que seja um de cada vez. Não quero voltar á cama nem á cadeira de rodas. É tentar sonhar (difícil alguns dias)e pôr um pé á frente do outro. Mesmo torto, o que interessa é ir. Mesmo que não se saiba para onde.

Beijinhos e abraços a gosto aí em casa.

fatimamedeiros disse...

"O sonho comanda a vida". Às vezes devemos deixar-nos levar e levitar, outras convém assentar os pés na terra e tentar ultrapassar as dificuldades que se nos apresentam em cada momento.
Beijinhos