15/10/2008

Novamente o tema -EDUCAÇÂO

Amigos e simpatizantes deste blog ,podereis dizer (lá voltou ele ao mesmo tema não tem mais nada para dizer), é verdade mas não resisti de partilhar convosco um excerto de um encontro entre Paulo freire e Seymour Papert que coloquei no canto superior esq.
Quanto ao resto cá o je vai bemzinho da Silva, na próxima semana é que tenho encontro com os batas brancas , a ver vamos como diz o outro......

PESSOAL FAÇAM O FAVOR DE SER FELIZES ,PELO MENOS ESFORCEM-SE TÁ BEM !!!!!!!!!!

4 comentários:

Brancamar disse...

Boa noite Jorge,

Eu também achei aquele vídeo ali em cima muito interessante, aquela pedagogia da curiosidade é maravilhosa e adorei também aquela filosofia do Paulo Freire de não querer ser "bonzinho". É mesmo isso, também não gosto, nunca gostei de "santinhos", diz-se que costumam ser os piores, gosto de gente viva, de carne e osso, gente generosa que sorri e se dá, mas porque se dá também protesta, também se zanga, também vai à luta pela justiça.
É o que Paulo Freire e Seymour Papert fazem demonstrando como a sociedade induz um tipo de ensino que não trabalha o espírito crítico e a consciência das crianças.
Mas, também aqui acho que os professores têm sempre o principal papel, mesmo quando os programas possam não ser os ideais, há muitas formas de os dar, eu tive essa experiência com os meus mestres e não me dei nada mal.
Gostei do post, que já tinha visto quando o colocou, mas não tive oportunidade de comentar logo.
Desejo que tudo continue bem.
Um grande abraço.
Branca

Carecaloira disse...

Espero que o Jorge faça o mesmo: ser feliz.

Fico a aguardar por noticias do seu encontro com as batas brancas.
Eu acredito que tudo vai correr bem.

Beijinho grande
Marina

Brancamar disse...

Aqui no Porto chove,chuva miudinha mas nem por isso afecta a boa disposição, dizem que é chuva de "molha tolos", mas eu gosto dela,refresca-me as ideias,eh!eh!eh!
Há "malucos(as)" para tudo!

Então vamos lá seguir os seus conselhos e trabalhar para a felicidade, começando já e agora. Já é uma felicidade estar aqui, ter conhecido amigos como o Jorge e tantas outras coisas boas que nos acontecem. É estranho e contraditório mas também faz parte da felicidade a saudade pelos que partem, se pensarmos no património de ensinamento e emoções que nos deixam e há pessoas que nos ensinaram tanto que ficam sempre cá na nossa "Arca de Ternura". Esta expressão roubei-a a um amigo que partiu há pouco. Ele que me perdoe mas é a melhor expressão que me ocorre neste momento em que o guardo a ele e a todos os ausentes e presentes no imenso legado humano que me deixaram e que nunca esquecerei. A nossa história faz-se dessas riquezas e eu sou tão rica de pessoas fenomenais, por isso sou tão feliz!
Adivinho e sei que o Jorge por todos os sítios onde se passeia tem também uma boa "Arca de Ternura", gente boa e nobre que faz parte do seu património.
Seja então feliz!
Beijinhos.
Branca

P.S. Hoje estou assim, deram-me corda e o tempo sobrou, coisa que não me acontecia há muito.
Até encontrei uma fotografia do André Moa todo janota, embora ele já seja, eh!eh!eh! Já me meti com ele. Ora veja se não é verdade, o André em grande estilo:

http://oespiritodasaguas.blogspot.com/

Dani disse...

Amigo Jorge,
Fico muito feliz por tudo estar a correr bem e que continua com a sua boa disposição.

Um abraço e bom fim de semana

Dani